Assistidos podem antecipar o Abono Anual

Com a Fundação CEEE seu Abono Anual vem quando você mais precisa. A entidade está lançando uma modalidade de empréstimo para você receber antecipadamente seu 13º benefício que poderá ser usado para quitar dívidas, comprar o que precisa ou, quem sabe, fazer aquela viagem. É simples solicitar e o valor é creditado diretamente na sua conta. A antecipação pode ser solicitada presencialmente na Central de Atendimento. Por enquanto, esta modalidade está disponível somente para participantes assistidos (aposentados e pensionistas) dos planos que oferecem serviço de empréstimo, correntistas do Banrisul.

Como funciona
Você deve ser participante assistido dos planos CeeePrev, CRMPrev e Planos Únicos (CEEE, CGTEE, RGE e RGE Sul), receber seus rendimentos pelo Banco Banrisul e solicitar o empréstimo pessoalmente na Fundação CEEE. O limite de crédito do valor concedido será de 80% do Abono Anual.  Será deduzida a pensão alimentícia, se houver.

O pagamento será realizado uma única vez, na data do recebimento do seu Abono Anual em débito em conta, sem necessidade de gerar boletos ou faturas.

Em caso de inadimplência, serão mantidas as regras já praticadas atualmente pela Fundação CEEE.

Não perca essa oportunidade de contratar um Empréstimo Pessoal de Antecipação do Abono Anual da Fundação CEEE, com taxas de juros mais baixas de 0,8363%.

Rentabilidade ultrapassa 12% no acumulado até abril

politicadeinvestimentosA rentabilidade acumulada da Fundação CEEE no primeiro quadrimestre de 2016 foi de 12,56%, um bom desempenho devido principalmente aos resultados obtidos no segmento de Investimentos Estruturados, que rendeu 19,98% no período. A Renda Variável (ações em Bolsa de Valores) também teve bons resultados, acumulando 19,74% de janeiro a abril deste ano. No segmento de Renda Fixa, que representa cerca de 70% da carteira de investimentos da entidade, e composto principalmente por títulos do Governo Federal, o desempenho foi de 9,52%. A Fundação CEEE continua mantendo uma estratégia mais conservadora, protegendo a Carteira de Investimentos da Entidade para minimizar os efeitos da atual conjuntura econômica, marcada por fortes oscilações nos mercados financeiros.