Fundação organiza workshop para dirigentes

workshop_2018Encontro objetiva formar os novos gestores e promover a troca de experiências com os conselheiros e diretores que permanecem na entidade.

Investir na formação dos dirigentes é um dos caminhos para que as Entidades Fechadas de Previdência Complementar aprimorem suas práticas de governança. Com esse enfoque, a Fundação CEEE realizará a primeira edição de um workshop para seus dirigentes, nos dias 16 e 27 de agosto. A iniciativa vem ao encontro de uma das diretrizes da Entidade voltada para o aprimoramento do modelo de governança. Leia mais

Fundação CEEE é recomendada para receber certificação ISO 9001:2015

Logo ISOA Fundação CEEE foi recomendada para fazer o upgrade de sua certificação ISO 9001:2008 para a nova versão 2015. A auditoria, realizada em julho, avaliou o Sistema de Gestão da Qualidade, atestando o atendimento dos novos requisitos da norma, que incluem as medidas adotadas pela Entidade na gestão de riscos. “Recebemos um elogio da auditoria, principalmente em relação a como estamos trabalhando na gestão de riscos e controles internos. A recomendação é fruto do esforço de todos os colaboradores da Fundação”, destaca o presidente Rodrigo Sisnandes Pereira.

Há mais de 20 anos, a Fundação CEEE investe no aprimoramento de seu Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), mantendo a certificação ISO em seus processos. O primeiro passo foi na área de investimentos, certificada desde 1997 com a ISO 9002. Em 2004, todos os processos foram certificados com a ISO 9001, atendendo a gestão de planos previdenciários. A certificação ISO é uma forma de comprovar a capacidade da organização de fornecer produtos e serviços que atendam às necessidades dos participantes, além dos requisitos legais e regulatórios aplicáveis às suas atividades. Os requisitos da norma visam a melhoria contínua dos processos com o objetivo de aumentar a satisfação dos clientes.

Periodicamente, o SGQ é submetido a auditorias de manutenção e de recertificação, realizadas por empresas especializadas na avaliação dos requisitos das normas ISO 9001. A última avaliação, realizada em julho, visava a mudança para a nova versão da norma. Mais criteriosa e com foco estratégico, inclui os controles que a organização desenvolve para a gestão de riscos de seus processos. O certificado será concedido nos próximos meses. Em dezembro, a Fundação CEEE passará por uma nova auditoria de recertificação.

Alterações regulamentares no Plano Único da CGTEE em andamento

logo_cgteeFoi aprovada pela Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, órgão responsável pela supervisão, coordenação e controle da patrocinadora CGTEE, a proposta de alteração regulamentar no plano previdenciário da companhia de energia. O texto regulamentar ficará disponível por 30 dias no site da Fundação CEEE para que os participantes tomem conhecimento do seu conteúdo. Leia mais

Caminhos para o Futuro debate previdência com qualidade de vida

caminhos_para_o_futuro_1Como aproveitar a aposentadoria e a longevidade com prosperidade e qualidade de vida? As respostas para esta questão foram amplamente debatidas pelos especialistas que participaram da 5ª edição do Seminário Caminhos para o Futuro, promovido pela Fundação CEEE, em Porto Alegre, no último dia 31 de julho. Ser previdente é mais do que cuidar das finanças, criando mecanismos de poupança previdenciária, também é preciso estar de olho na saúde e no bem-estar para usufruir, com mais plenitude, a vida cada vez mais longa. Leia mais

Atendimento dia 31/07 até o meio-dia

A Fundação CEEE informa que na próxima terça-feira (31 de julho) o atendimento estará funcionando somente das 08h às 12h. Motivo: participação dos colaboradores no Seminário de Previdência Caminhos para o Futuro. Os participantes poderão utilizar os serviços de autoatendimento por telefone e pela internet. Ligue 0800 51 2596 (de fixo) ou 51 3027 1221 (de celular).

banner_caminhos_2018

 

Entidades de previdência terão que vender seus imóveis

Resolução publicada pelo Banco Central quer proporcionar mais liquidez para os investimentos dos fundos de pensão.

Uma resolução publicada pelo Banco Central (BC) definiu novas diretrizes para os investimentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar. Uma delas altera o limite de investimentos no segmento imobiliário, que passa de 8% para 20%. Além disso, o segmento deverá ser composto somente por fundos de investimento imobiliário, certificados de recebíveis imobiliários e cédulas de crédito imobiliário, sem imóveis físicos. De acordo com a Resolução 4661/2018 do Conselho Monetário Nacional (CMN), as entidades têm até 12 anos para vender seus imóveis e terrenos ou constituir fundo de investimento imobiliário para abrigar esses ativos. O objetivo desta medida é proporcionar maior liquidez aos investimentos dos fundos de pensão, contribuindo para que os recursos sejam convertidos mais rapidamente em dinheiro para o pagamento de benefícios de aposentados e pensionistas.

Como está a alocação da Fundação CEEE no segmento imobiliário?
A alocação da Fundação CEEE neste segmento é pequena, correspondendo a 2,8% do total dos investimentos, com valor estimado em R$ 170 milhões. A entidade possui poucos imóveis, sendo eles o edifício sede, na Rua dos Andradas, em Porto Alegre; outro edifício no centro da capital (Rua Sete de Setembro); algumas lojas e salas comerciais, localizadas na capital gaúcha, além de uma casa no município de São Francisco de Paula. Parte desses imóveis já está à venda e muitas dessas unidades estão desocupadas. Hoje, a taxa de desocupação da carteira de imóveis da Fundação CEEE é de 61%.

“A gestão de uma carteira de imóveis é bastante trabalhosa. É necessário fazer avaliações periódicas do valor de mercado de cada imóvel, existem custos de manutenção, pagamento de condomínio e impostos, que acabam impactando no resultado dos investimentos. Além disso, a taxa de desocupação dificulta a entrada de recursos na forma de aluguéis”, afirma Bernardo Baggio, gerente de investimentos da Fundação CEEE.

Confira a lista de imóveis à venda no site da Fundação.

“A Fundação CEEE colocará todos os seus imóveis à venda para que possamos atender à resolução do Banco Central. Já estamos avaliando a venda do edifício sede e a locação de um imóvel para acomodar nossa estrutura”, informa o diretor financeiro, Gilberto Valdez. “Hoje, existem produtos mais modernos no mercado de imóveis que eliminam a necessidade de posse do bem físico como fundos de investimentos e CRIs, que reduzem os riscos de manter edificações na carteira de investimentos”, esclarece.

Dirigentes tomam posse na Fundação

posse_julhoTomaram posse na manhã de hoje (25 de julho) os conselheiros deliberativos, conselheiros fiscais e diretores eleitos pelos participantes e indicados pelas patrocinadoras da Fundação CEEE. Rodrigo Sisnandes Pereira foi reconduzido à presidência da entidade para um mandato de dois anos, cargo que ocupava desde janeiro deste ano. Leia mais