Novas palestras em Porto Alegre e Canela

Em setembro, a programação de palestras dos Encontros Família Fundação continua em Porto Alegre em uma edição especial somente para aposentados e pensionistas dos planos previdenciários. O evento está agendado para o dia 23 de setembro no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo. Na mesma semana, no dia 25, a Fundação sobe a Serra Gaúcha para o Encontro com os participantes da região de Canela.

Além de esclarecer dúvidas dos participantes sobre os planos previdenciários, a Diretoria Executiva apresenta os resultados obtidos pela Fundação ao longo de 2019. O patrimônio ultrapassou os R$ 7 bilhões, o número de participantes superou a marca de 17 mil pessoas e a rentabilidade dos planos segue em alta na faixa dos 12%.

Outro destaque das palestras é a possibilidade de adesão ao Plano Família Previdência que está aberto para o ingresso de todos os participantes da Fundação e seus familiares. Em uma modelagem moderna e flexível, o Família está se constituindo como uma nova opção de poupança previdenciária para as pessoas que não querem ficar dependendo somente do INSS. Hoje, o plano já conta com mais de 3.000 participantes e patrimônio de R$ 18 milhões.

Confira a agenda.

ENCONTRO FAMÍLIA FUNDAÇÃO

Porto Alegre – EXCLUSIVO PARA APOSENTADOS E PENSIONISTAS

Data: 23 de setembro, às 14h.
Local: CENTRO CULTURAL CEEE ERICO VERISSIMO
Rua dos Andradas, Nº 1223
Centro Histórico
Porto Alegre – RS

Canela
Data: 25 de setembro, às 14h.
Local: AFCEEE
Rua Borges de Medeiros, Nº 956
Centro
Canela – RS

Aprovados ajustes nos regulamentos CERAN Prev e Foz do Chapecó Prev

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar – PREVIC aprovou as propostas de alteração regulamentar nos planos CERAN Prev e Foz do Chapecó Prev. O novo texto prevê o aumento do limite máximo da contribuição mensal de 4,5% para 6,0% do Valor Base de Contribuição (salário do participante).

Confira os novos regulamentos e as cartilhas, clicando nos banners abaixo.

banner_ceran          banner_foz

 

Alterações regulamentares no Plano Único da CGTEE

O Conselho Deliberativo aprovou, no dia 28 de agosto, a proposta de alteração regulamentar no Plano Único da CGTEE. O novo texto regulamentar atende exigências da Resolução Nº 25, da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), publicada em dezembro de 2018, e da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC).

Uma das principais alterações prevê o fechamento do plano para adesão de novos participantes, conforme determinação da CGPAR.

A proposta também estabelece limites de salário de contribuição não superiores à maior remuneração de cargo não estatutário da patrocinadora, conforme folha salarial referente ao mês de novembro de cada exercício.

Outro ponto de destaque é a substituição da Taxa Referencial (TR) pelo INPC como indexador de correção monetária para resgate de contribuições, a valer a partir da aprovação.

Outros ajustes estão relacionados à documentação e tramitação do processo de portabilidade de recursos entre planos de benefícios.

Confira o conteúdo das alterações no quadro comparativo, clicando no banner abaixo. As alterações propostas estão transcritas na coluna do meio do documento.

 As alterações entrarão em vigor somente após a aprovação da PREVIC.

banner_quadro_cgtee

Fundação lança nova marca no Seminário Caminhos para o Futuro

logo-shareCom o tema “desaprenda para mudar, mude para reaprender” evento reuniu o comunicador Dado Schneider e o estrategista de marcas Cassio Grinberg.

Durante o 6º Seminário Caminhos para o Futuro, realizado no dia 27 de agosto, a Fundação lançou sua nova marca “Fundação Família Previdência”, momento histórico para a entidade que completa 40 anos em dezembro. O Diretor-Presidente Rodrigo Sisnandes Pereira apresentou o nome e a marca com os quais a Fundação vai se posicionar no mercado de previdência complementar, buscando novas empresas e entidades associativas para ofertar seus planos previdenciários. “Essa mudança é uma exigência do mercado. Nascemos para fazer a gestão de um único plano, o da CEEE, e hoje já administramos os planos de previdência de mais de 17 mil pessoas, para 17 empresas e entidades associativas”, afirma Sisnandes.

A nova fase da Fundação começou com o ingresso de mais um instituidor no Plano Família Previdência Associativo. A Associação Brasileira de Recursos Humanos do Estado do Rio Grande do Sul – ABRH-RS – assinou o convênio de adesão durante o evento, representada pelo seu vice-presidente de administração e finanças, Hilário Werner. A entidade possui mais de 1.300 associados entre pessoas físicas e jurídicas, reunindo empresários, profissionais, consultores e estudantes. Werner destacou o papel da ABRH-RS como agente de difusão das melhores práticas em gestão de pessoas. Agora, todos os associados da ABRH-RS podem ingressar no plano Família Previdência.

Mudanças

As palestras de Dado Schneider e de Cassio Grinberg abordaram as transformações do mundo moderno e sobre como podemos lidar com as mudanças. Novas formas de trabalhar, se relacionar e de aprender estão se configurando em um ambiente marcado pela volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade. Velhas formas de fazer as coisas estão sendo desafiadas a se remodelar para sobreviver e prosperar nas ondas da quarta revolução industrial. Como as organizações podem gerar valor para seus clientes nessa nova realidade? Como as organizações podem se reinventar e seguir trilhando os caminhos para o futuro?

Para Cassio Grinberg, é necessário desaprender para aprender novamente, se desapegar das ortodoxias do cérebro, livrar-se dos preconceitos e adotar novas perspectivas, com empatia e ousadia. “O processo de mudança não avisa quando está chegando, mas vai deixando sinais ao longo do tempo”, afirmou. Pessoas e organizações precisam captar esses sinais para seguirem ativas nessa sociedade em acelerada transformação.

“Não estamos preparados para o futuro”, sentenciou Dado Schneider. A geração Z, formada por nascidos no século XXI, será a primeira que não tem o compromisso de seguir as mesmas carreiras de seus pais. Os jovens querem fazer as coisas que acham “legais” e pelo tempo que for conveniente. Para as empresas, isso significa funcionários que vão ficar cada vez menos tempo vinculados ao negócio. Ao mesmo tempo, os clientes serão menos fiéis e a concorrência cada vez mais agressiva. Por fim, Schneider deixa um recado: mudar é aceitar o novo.

 

Confira o Vídeo Manifesto da Nova Marca Fundação Família Previdência.

Atendimento até o meio-dia em 27 de agosto

A Fundação Família Previdência informa que na próxima terça-feira, 27 de agosto, a Central de Relacionamento funcionará, excepcionalmente, até o meio-dia. Os participantes poderão utilizar os serviços de autoatendimento por telefone e pela internet. Ligue 0800 51 2596 (de fixo) ou 51 3027 1221 (de celular).

Fundação CEEE agora também é Fundação Família Previdência

fundacao_familia_previdenciaNo ano do 40º aniversário da Fundação CEEE, a ser comemorado no próximo dia 17 de dezembro, a entidade iniciou um ciclo de grandes transformações, que serão consolidadas ao longo de 2019. A principal delas é a adoção de um novo nome, alinhado à representatividade da organização no segmento de previdência complementar. A entidade passa agora a se chamar Fundação Família Previdência, um nome que espelha as diversas famílias de empregados e associados às patrocinadoras e aos instituidores que compõem os 12 planos previdenciários sob sua gestão.

Há anos, a Fundação investe em sua expansão no segmento de previdência complementar, levando sua expertise para outras organizações. “Nossa família cresceu e o nome Fundação Família Previdência sintetiza as mudanças que a entidade passou nas últimas duas décadas. Desde 1997, somos mais do que CEEE, nossa patrocinadora de origem e que nos orgulha muito. Hoje, abrangemos outras famílias, além dos eletricitários. Também temos engenheiros, professores, mineiros e profissionais do segmento de tecnologia da informação, entre outras categorias que fazem parte de nossa carteira de participantes. A mudança de nome é consequência desse cenário”, afirma o Diretor-Presidente Rodrigo Sisnandes Pereira.

O nome foi aprovado em 23 de abril, quando o novo estatuto da organização, aprovado pelo Conselho Deliberativo, passou a vigorar. A razão social da empresa continua sendo “Fundação CEEE de Seguridade Social – ELETROCEEE” porém, a entidade passa a ter um nome fantasia para competir no mercado previdenciário e expandir sua participação neste segmento. “Com essa nova marca, a Fundação reafirma seu compromisso com os participantes, mantendo a solidez conquistada ao longo de 40 anos de relacionamento, alicerçado em princípios de confiança e credibilidade. Mas queremos mais. Como maior entidade de previdência complementar do Rio Grande do Sul, temos capacidade para crescer, agregando novas empresas e entidades associativas que acreditam no valor dos mecanismos de proteção social e geração de renda”, projeta o Diretor de Previdência, Saul Fernando Pedron.

“Nada muda para os nossos participantes. Continuaremos prestando os serviços com a expertise que acumulamos ao longo dessas quatro décadas. Nossa prioridade e razão de existir são os participantes e é para eles que estamos fazendo essa mudança, visando a sustentabilidade do negócio com o ingresso de novas gerações nos planos Família Previdência Associativo e Família Previdência Corporativo”, enfatiza o Diretor Administrativo, Jeferson Luis Patta de Moura.

A solidez da Fundação é atestada pelos resultados: R$ 7,1 bilhões de patrimônio, 17 mil participantes, rentabilidade acumulada de 500% nos últimos 15 anos e uma folha de benefícios de R$ 50 milhões mensais para 9.200 aposentados e pensionistas. “Geramos renda para milhares de famílias, formadas por pessoas que acreditaram no investimento de longo prazo, contribuindo para a manutenção de seu padrão de vida no futuro. Hoje, elas colhem os frutos com os benefícios que recebem mensalmente da Fundação”, destaca Gilberto Gischkow Valdez, Diretor Financeiro.

Com o nome Fundação Família Previdência, a entidade inaugura uma nova fase, mantendo o foco no planejamento financeiro de longo prazo para o futuro de seus participantes, contribuindo para a sustentabilidade econômica do país, por meio dos investimentos dos ativos financeiros. “As mudanças no sistema previdenciário no Brasil abrem novas janelas de oportunidades para as organizações que atuam em nosso segmento. O país está prestes a adotar um novo modelo previdenciário, no qual o sistema de capitalização de longo prazo sem fins lucrativos terá um importante papel na formação da poupança previdenciária dos trabalhadores. Continuaremos firmes em nosso propósito, pois o que fazemos é cada vez mais importante para o futuro das pessoas”, avalia Sisnandes.

Palestras em Bento, Nova Prata e Gravataí

encontro_familiaEm setembro, a programação de palestras dos Encontros Família Fundação sobe a Serra Gaúcha para visitar mais duas cidades: Bento Gonçalves e Nova Prata. Os eventos estão agendados para o dia 04 de setembro nas sedes da AFCEEE nas duas cidades. No dia 06 de setembro, a Fundação estará na AFCEEE de Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Leia mais

Seminário Caminhos para o Futuro tem mais de 500 inscrições

banner_postMais de 500 pessoas já se inscreveram no Seminário Caminhos para o Futuro que será realizado no próximo dia 27 de agosto, no Centro de Eventos do BarraShoppingSul, em Porto Alegre. Em sua sexta edição, o debate será sobre a necessidade de mudar modelos mentais e tendências para algumas áreas.  Por isto, o tema reforma da previdência também estará na pauta, pois vai estabelecer novos parâmetros para as relações previdenciárias entre o estado, trabalhadores e iniciativa privada. “Após a reforma, as pessoas terão mais dificuldade para viver somente com a aposentadoria do INSS. Nesse sentido, terão que buscar alternativas para manter seu padrão de vida. A Previdência Privada é um caminho para suprir as necessidades financeiras futuras de uma parcela maior da população”, afirma Rodrigo Sisnandes Pereira, Diretor-Presidente da Fundação.

Para esta edição, a Fundação convidou o comunicador Dado Schneider e o estrategista de marcas Cassio Grinberg. Eles vão mostrar que, para continuar relevante em tempos de indústria 4.0 e de transformação digital, é necessário desaprender para mudar e mudar para reaprender.

Dado Schneider
Consultor de grandes empresas e executivo de marketing da Claro. Autor do livro “O mundo mudou… Bem na minha vez!”. Seu espírito inovador o consagrou como um dos mais requisitados palestrantes do Brasil. Foi considerado pelo site BuzzFeed como “um dos palestrantes imperdíveis da Campus Party” – de onde passou a ser Embaixador. É graduado em Comunicação e Pós-Graduado em Marketing pela UFRGS, além de Mestre e Doutor em Comunicação pela PUC/RS. Trabalhou em grandes agências de publicidade nacionais.

Cassio Grinberg
Sócio-fundador da Grinberg Consulting, business que tem o propósito de fazer as empresas e marcas liderarem com longevidade. Articulista do Estadão e de Zero Hora e professor do MBA em Marketing Estratégico da PUC/RS, é autor do livro Desaprenda. Tem experiência de mais de 15 anos em criação de estratégias para marcas. É formado no ecossistema de inovação de Israel pelo Ministry of Foreign Affairs. É Mestre em Marketing pelo PPGA/UFRGS e Especialista em International Business na London City College. Atua em projetos com grandes marcas do Rio Grande do Sul.

Anote
6º Seminário Caminhos para o Futuro
27 de agosto, às 13h30min
Centro de Eventos – Barra Shopping Sul
Av Diário de Notícias, 300 – Bairro Cristal
Porto Alegre – RS

INSCRIÇÕES GRATUITAS
www.familiaprevidencia.com.br/caminhos

Novas adesões chegam a 1.532 em 2019

longo_prazoO ingresso de novos participantes nos planos previdenciários segue em ritmo acelerado na Fundação. Até agora, os planos tiveram 1.532 adesões no ano, a maioria no Família Previdência Associativo, plano na modalidade instituidor que permite contribuições a partir de R$ 50,00. A meta da Fundação é chegar a 2 mil novos participantes até o final do ano. “A reforma da previdência está despertando as pessoas para pensar na previdência privada como fonte de renda futura e os nossos participantes estão percebendo o Família Previdência como uma oportunidade de poupança de longo prazo, incluindo seus familiares como titulares do plano”, avalia Rodrigo Sisnandes Pereira, Diretor-Presidente da Fundação.

Segundo matéria publicada no jornal O Globo em 11 de agosto, a estimativa do setor é que 4 milhões de brasileiros devem aderir à previdência privada nos próximos cinco anos. Hoje, o setor responde por 25% do PIB do país, considerando o segmento representado por bancos e seguradoras e o segmento composto pelas Entidades Fechadas de Previdência Complementar, do qual a fundação faz parte. Nos Estados Unidos, a poupança previdenciária é responsável por 76% do PIB e no Chile, 70%, conforme números da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Em países como Reino Unido, Holanda e Suíça, o percentual ultrapassa 100% do PIB.

As Entidades Fechadas de Previdência Complementar é uma das principais oportunidades de adesão de trabalhadores ao sistema, com a vantagem de repassar toda a rentabilidade líquida obtida pelos investimentos dos planos. Isso porque essas organizações não têm fins lucrativos. “Todo o resultado retorna para o trabalhador”, salienta Sisnandes.

Neste segmento, os planos associativos e para familiares são bastante flexíveis com relação ao nível de contribuição e às possibilidades de resgates e de constituição de reservas para aposentadoria.

Confira no simulador disponível no site www.familiaprevidencia.com.br como é possível fazer uma poupança de longo prazo.